Calle Soriano

Vento e literatura

Posted in Sem categoria by iurimuller on 7 de julho de 2014

Método para ilusões narrativas: andar de bicicleta por aproximadamente uma hora pelas bordas do Parque da Redenção — com o pedalar, aparecerão rostos, cenas, quem sabe até um personagem. A cidade que se espalha ao redor também interessa. As imagens vão surgir e evaporar, para voltar e desaparecer de novo, não há outra maneira. Mas é preciso largar a bicicleta nalgum lugar quando o cansaço dar sinais de aperto, ou todas as cores afundarão de vez. De volta para casa, a ideia é escrever num caderno as situações que permanecerem. Depois, parece bom esperar por alguns dias. Quando retomar o texto, um conto pode surgir de imediato ou ficar aguardando por mais semanas, meses, e talvez para sempre. De qualquer maneira, o parque estará ali ao lado para se tentar de novo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: